3 de outubro de 2012

Um ano de LAGOENA na web!!

Estive pensando em como começaria este post, no entanto, chego a conclusão de que não devo pensar muito, pensar faz mal e acho que é isso que vem me impedindo de escrever nos últimos tempos, preciso me desprender disso de uma vez por todas e ser, finalmente, livre...

Gostaria de confessar que esta aventura começou sem pretensão há 7 anos, e quando mal percebi, as palavras me pegaram pelas mãos e acarinharam meu rosto enxugando minhas lágrimas, foi tudo tão de repente, nascia aí uma história (ou estória). E ao meu lado estavam todos aqueles autores, estampados em fotos preto e branco, cuja memória o tempo nunca foi capaz de destruir, então,  me dei conta de que deveria  descobrir seus mais belos segredos, aprender com seus enigmas escondidos em cada folha de papel, distinguir os feitiços de cada personagem e escutar a batida vibrante do mistério e suspense contido nos parágrafos...


Mais o maior ensinamento de todos foi ter a humildade de destituir da coroa de escritora ou autora, assumir o lado mais simples, sou apenas uma cantadora de histórias e pensamentos inúteis que por ventura encontrou quem quisesse escutá-los. E isso ficou mais sério, os escritos já pediam para sair da gaveta, ou melhor, debaixo da cama, onde eu os guardava numa pasta plástica.

Não foi uma jornada nada fácil. Escrever é um grande desafio. Encontramos barreiras por todos os lados. Até dentro da família. Passei e ainda passo por isso. Deixando de lado deboches e olhares de desdém por eu me dedicar a escrita. Por isso, escrever para mim sempre foi um segredo partilhado comigo mesma, com mais ninguém, não foi por egoísmo, mas por insegurança de principiante.

Durante os 5 anos no qual desenvolvi o primeiro livro da trilogia LAGOENA, deparei com o mais desafiador dos desafios, vencer uma grave depressão para voltar a escrever. Foi um período muito difícil, encontrava-me sozinha, e tive de me adequar para levar a história de LAGOENA a frente. Houve somente uma pessoa no mundo que foi responsável por eu ter continuado, somente uma acreditou e insistiu mais do que eu. Não vou revelar quem, não era ninguém que participava do meu cotidiano e muito menos tinha um elo parentesco, essa pessoa somente enxergava que o brilho dos meus olhos morria aos poucos...

Para terminar LAGOENA, experimentei escrever em todos os cômodos da casa, até na lavanderia fui parar, parece engraçado, e até é. Mas fiz isso para não "incomodar" os "outros" com a luz ligada nas madrugadas. Escrevi a versão zero do livro em papel e refiz várias vezes quando passava o Word, foram tantas que nem lembro, até que um "belo" dia, frustrada por nunca ter chegado ao definitivo fim, rasguei tudo e joguei fora, nunca me arrependi, essa atitude para mim foi um processo de aprendizado, um grande teste, pois até que ponto a gente vai para resgatar aquilo que achamos importante em nossas vidas? Escrever para mim era e é importante. No dia seguinte retomei a escrita e em 8 meses tive o projeto concluído, às 6 de manhã do dia 10 de novembro de 2010.

Quando terminada uma obra  engana-se quem acha que chegou ao fim, existe o denso trabalho de revisão, preparação e leitura crítica. Isso me consumiu bons 2 anos, até encontrar o profissional certo. Durante esse período, revolvi "testar" LAGOENA pela internet, foi o começo de outra aventura...

 Imagem: Miss-Photo

LAGOENA estreou no internet como uma série virtual. Hoje, dia 4 de outubro, faz UM ANO que o episódio "O ladrão e o desconhecido" foi ao "ar" no site BookSérie.  A equipe do site preparou a publicação em 2 meses, tive tempo de fazer uma pré-divulgação pelo Skoob, anunciando a novidade de um livro de fantasia ser publicado por etapas, semanalmente a partir do dia 04 de Outubro de 2011. Por sorte, a pré-divulgação foi bem recebida, tive até um convite de uma editora para apresentar o original, mas como tinha assumido compromisso com o BooKSérie, não pude voltar atrás, eu também gostaria de continuar a publicação em parceria com o site e possivelmente conquistar atenção de outras editoras.

 Quando a série virtual de fantasia LAGOENA "entrou no ar", já tinha um público a espera. Fiquei contente com a acolhida, nas semanas seguintes foram entrando outros episódios, e os leitores renornavam sedentos por mais. No Skoob continuava a campanha de divulgação, estimulando o público a ler e participar com os comentários. Lá encontrei pessoas interessadas a adquirir a obra, e torcendo para que o livro fosse logo publicado, foi interessante ver a aceitação da sinopse.


Com aproximadamente 2 meses de publicação, resolvi procurar ajuda dos blogs. Meu desafio era grande. Eu não tinha, e ainda não tenho, um livro impresso para oferecer aos blogueiros e nem brindes de cortesia para sorteios. Mesmo assim, comecei a "bater de porta em porta", explicando meu projeto literário e pedindo um espaço para a divulgação, eu me comprometia em anexar o banner do respectivo blog além de anunciar  a parceria aqui no meu blog, na época eu não tinha Twitter e minha conta no FaceBook estava desativada. Com o tempo, fui desenvolvendo o material de divulgação que ofereço para facilitar o trabalho do blogueiro que se disponiliza a ajudar nessa empreitada que é divulgar LAGOENA. A fan page do livro foi criada, além de uma conta no twitter. Infelizmente, nessas andanças, percebi que alguns blogueiros somente divulgam o trabalho daquele autor que disponibilizar um exemplar impresso do livro gratuitamente. Ou seja, há somente um interesse de conseguir livros de graça, autografados para colorir sua estante e disputar com os outros blogueiros. Essa é uma minoria alienada, vivem lá no Skoob pedindo seguidores, mas quando alguém precisa de ajuda, eles evitam facilmente. Quantas vezes me pediram o livro impresso para poder anuncar nos seus blogs! Sendo que eu já tinha explicado que a leitura era online! Quantas vezes me pediram o livro assim que saisse por uma editora! Poxa, será que eles blogueiros não entendem que muitos autores iniciantes geralmente arcam com todo custo da publicação e ainda por cima tem de distribuir de graça?! Tem um video muito legal no You Tube da autora Lycia Barros debatendo esse assunto! NÃO DÊEM SEUS LIVROS! E aqueles que desejam recebê-los gratuitamente para divulgação e resenha, que encontrem o meio mais adequado, que não prejudique os dois lados. 

Felizmente, com luta, o meu primeiro livro ganhou certo destaque na blogosfera e em outros meios. O "boca a boca" virtual foi abrindo espaço, os blogs em maior quantidade passaram acatar a divulgação e mais, torcer por uma publicação impressa, coisa que eu nunca tinha pedido! Enfim, há muita coisa ainda para conquistar, o booktrailler do livro virtual ajudou muito na divulgação, apesar de ser muito simples, hoje tem mais de 1.300 vizualizações.

Durante essa empreitada encontrei muitas pessoas legais. Blogueiros que se tornaram leitores e amigos e me ajudaram a melhorar a obra com seus comentários. Aprendi e aprendo muito com os leitores do site BooKSérie,  podem ter a certeza que analizo todos os comentários e que eles me serviram de base para melhorar a segunda versão do livro, este apresentado só para as editoras. Meus agradecimentos vão em especial para os blogueiros: Pedro Almada do Inspirados - O Berço das Grandes Idéias, que é um grande estimulados e acredita muito nesse projeto apresentando a primeira resenha sobre a série. Ágata Bresil, que tive o prazer de conhecer pela web, blogueira e leitora levou LAGOENA para seu leitores e seguidores, como uma postagem de apresentação, e resenhas da e temporada da série. Luana Melo do blog Pensamentos - Apoteose da Dúvida que acompanha toda essa aventura desde o começo, veja seu texto Um Olha Sobre Lagoena. Agradeço também a excelente profissional Kyanja Lee, que teve muito carinho e atenção ao revisar a obra durante o período de 3 meses de muita dedicação (e ansiedade de minha parte).

Nesse post especial de comemoração não posso esquecer de todos os parceiros que ajudaram a expalhar LAGOENA pela blogosfera.



No mês de agosto pude compartilhar com os leitores do site Escreva Seu Livro minha aventura de autora inciciante. Espero que essa jornada possa inspirar alguém. Sei como é difícil esse caminho, mas quanto saboroso é, com dor e solidão. A gente desanima mesmo, acha que nunca vai dar certo. Se pergunta constantemente se é o que realmente queremos. Então, um dia descobrimos que até aqueles autores que tanto admiramos passaram por isso, e se não tivessem vivido tantos dilemas, nunca teriam escrito suas grandes obras...

Até a próxima!!


10 Outras confissões...:

VILTO disse...

Caramba, que emocionante ler este relato Laísa. Cada palavra que você colocou aqui fez vibrar no meu coração o desejo de mergulhar ainda mais no livro que estou escrevendo!
Uma pontinha de orgulho – no sentido de felicidade – por ver o nome do blog Homo Literatus ali, como um dos apoiadores! Que honra para nós podermos ajudar, nem que seja um pouquinho, neste ótimo projeto!
Espero que você obtenha sucesso com as editoras; pois com certeza com o público já tem e terá ainda mais com a versão impressa!
Grande abraço e parabéns!

Jéssica Bueno disse...

Eu tinha escrito um comentário gigante, mas deu erro, rss. Vamos lá de novo.

Parabéns pela sua jornada! Fiquei muito comovida com a sua história e muito admirda por tudo o que você enfrentou e venceu.

Desejo toda a sorte do mundo e muito sucesso a vocês (a Você e a Lagoena). Eu ainda não consegui sentar com tranquilidade e ler Lagoena da maneira como merece ser lido, mas estou ansiosa para que este momento chegue logo. Morro de vontade de falar sobre vocês no meu blog, mas o farei depois de ter lido tudo.

Pode contar comigo para o que você precisar. Coloco minha formação como jornalista, minhas experiências como revisora, assessora e redatora ao seu dispor. Me identifico muito com você, pelos motivos que você já conhece e terei muito prazer em contribuir para que os seus sonhos se realizem e para que o seu trabalho seja reconhecido.

Um grande beijo, sucesso e felicidades!!

Laísa C. disse...

Poxa, Jéssica, que chato!!

Agora fiquei curiosa para saber o que vc tinha escrito no primeiro comentário...hehe

Obrigada pela visita ao meu humilde blog, pela torcida e entusiasmo, além de tudo por oferecer apoio. Saiba que tbm estou as ordens para fazer o que tiver ao meu alcance.

Meu objetivo não era comover, no entanto isso foi inevitável, gostaria mesmo passar a mensagem de que não importa o que os outros digam, acredite no que vc sabe fazer, faça bem feito e siga em frente de cabeça erguida na certeza de que algum dia sua sorte há de chegar...

Laísa C. disse...

Pois é, Vilto, esse "pouquinho" acabou se tornado um "poucão"...rs
A união dos blogs fez a diferença e pode ter a certeza que o Homo Literatus teve seu grande papel.

Fico contente por ter sentindo ainda mais vontande de não desistir dos seus caros sonhos de autor..

Obrigada pela visita, pelo apoio e compreenão, que guardarei com carinho no coração!

Luana Melo disse...

Oi Lah!
Me senti tão feliz ao ler esse texto sabia?
Ver toda a sua história e toda a batalha cheia de persistência para atingir essa meta e realizar esse sonho lindo me trouxe muita alegria e a certeza de que é sim possível conquistar aquilo que sonhamos ainda que existam montanhas a serem escaladas no meio do caminho.
Estou lisonjeada por fazer parte da história de LAGOENA e de certa forma de ter contribuído, mesmo que pouco, para esse sucesso.
Te desejo tudo de bom e muuuuuito sucesso. "Mãos da Fantasia"!
kkk. E ainda arrumei um outro apelido pra você além de J.K. Rowling brasileira.
Beijos e parabéns!!!
:)

P.S. O blog estará sempre de braços abertos para você e LAGOENA!
Lembranças à Rheita!

Laísa C. disse...

Oi, Lu!!

Sempre acreditei que pequenos gestos são grandes exemplos de apoio... Todos vcs estão ajudando a escrever a aventura de LAGOENA na web, e quem sabe um dia, nas livrarias...

"Mãos de Fantasia"? Sinto-me mais que lisonjeada, espero mesmo ter merecido mais esse "apelido". Obrigada pelo carinho e por fazer parte dessa jornada!!

Vou enviar suas lembranças a neta do joalheiro...com certeza ela lembrar de vc, enquanto a espiava aprontando sua aventura!

Muito obrigada mais uma vez!

Biia Rodrigues disse...

é emocionante ver a sua felicidade com isso, serio mesmo *-*
parabéns viu.

Beijos,
Pepper Lipstick

Laísa C. disse...

Oi, Bia!

Obrigada pela visita e por fazer parte dessa jornada!!

Taty disse...

Olá parabéns pela jornada que ainda vai continuar e dar muitos frutos

Pois é alguns blogueiros só entram na bloguesfera pra ganhar brindes uma triste realidade fazer o que né, eu gosto de divulgar pelo simples prazer de postar algo novo para meus leitores, as vezes quando ofereço divulgação pra alguns autores eles me falam que ainda não tem livros pra enviar mas eu nem pedi nada eles estão complexados coitados rsrs, espero que isso mude que as pessoas possam ajudar pelo simples fato de se interessar pela obra e querer ajudar autores novos

bjos e muito sucesso

Laísa C. disse...

Oi, Taty

Infelizmente, esse tipo de comportamento por parte de blogueiros é realidade, outro dia perdi uma oportunidade de parceria pois o blogueiro exigiu que eu enviasse o livro, mesmo eu explicando o tipo de publicação. Apesar de ser a minoria na blogosfera, esse número é bem grande. E espero que os blogueiros possam ser mais conscientes desse tipo de atitude que é no mínimo oportunista.

Obrigada pela visita!

Postar um comentário